sábado, 28 de fevereiro de 2009

Escolhendo carro ou namorado? ai socorro!


Que não me chamem de feminista os que lêem. Não sou, não mesmo. Mas hoje estou tomada por esse sentimento estranho, graças ao comentário (meio bêbado) de uma amiga. O comentário é: se homem fosse carro, qual seria o modelo e a marca que eu gostaria de dirigir?
Graças à reflexão dessa amiga, peguei-me pensando nesse assunto dias atrás. Partindo do princípio, obviamente, que os recursos disponíveis para aquisição desse homem-automóvel fossem ilimitados. De fusquinha a Jaguar, bastaria fazer o test-drive e assinar o cheque.
Tem aqueles carros que mulher adora, por exemplo. Uma peruinha Scènic, um jipinho Mitsubishi ou um Ford Focus: típicos modelos criados para agradar a mulherada. Independentemente de faixa etária ou estado civil, a maioria das mulheres ficaria muito feliz em poder se presentear com qualquer um desses possantes. E aí, a questão: e se pudéssemos ir a uma concessionária não para adquirir um carro, mas sim um novo namorado? Já que seu antigo deu muito problema e não tinha air bag (você arrebentou a testa no pára-brisa por causa de uma batidinha besta).
O modelo Scènic, por exemplo. Alto, com ele você consegue ver o mundo ‘de cima’. Espaçoso, confortável, nos braços dele você se sente super segura. Ele é perfeito para a idéia de uma ‘família’. Com ele você pode ir pra praia, pro campo, ele carrega tudo pra você. Mas... É francês. A qualquer momento ele pode ter um ‘peripaque’, parar no meio da rua, deixá-la na mão. Mesmo com toda beleza, com todo conforto que ele oferece, o risco de ele a abandonar e deixá-la a pé faz você concluir que esse não é o melhor modelo. Nã nã ni nã nã...
O jipinho Mitsubishi é uma graça! Se tem uma coisa que ele sabe é fazer você pular – com ele as coisas são sempre animadas, divertidas e ‘chacoalhadas’. Suas amigas morrem de inveja dele. Ótimo para desfilar e chamar à atenção. É um rústico-chique. Mas você tem certos problemas para manobrá-lo – a direção é dura. Ele é teimoso. E o pior: altamente furtável e desfrutável! Qualquer um leva ele embora – basta levantar sua capota, ligar e levar pra casa. Não vale o risco. Além do que, uma vez que ele tem tração nas quatro rodas, existe sempre a possibilidade dele deixá-la no atoleiro enquanto ele sai belo e formoso para sua próxima aventura.
O Ford Focus é um clássico. Você pode chegar com ele numa festa de família, por exemplo, que todo mundo vai reparar. Ele é chique, classudo, sinal de que você está muito bem, que amadureceu e de que finalmente sabe o que quer. Mas o carro é meio monótono. Não tem muitos opcionais, é só aquilo lá que você já tinha visto no dia em que comprou. Nenhuma novidade. Você descobre que era muito cedo para um modelo sério destes. Talvez daqui a alguns anos.
Muitas revistas automobilísticas depois e você resolve que o melhor seria mesmo um modelinho básico. Um carrinho um ponto zero. Econômico, não a deixa na mão. E mesmo se um dia acontecer de ele a deixar, em qualquer lugar você encontra uma peça nova (baratinha!), coloca de volta nele e ‘pimba’: novinho em folha! Às vezes ele até dá um probleminha na estrada, quando você tenta ultrapassar um caminhão, mas mesmo que demore um pouco, ele sempre chega lá! Não tem frescura, é pau pra toda obra, muito companheiro. E, hoje em dia, mesmo esses modelinhos mais básicos vêm cheios de opcionais. Você pode até encontrar um que venha com ar condicionado e direção hidráulica e, só pra garantir, air bag de linha.
Ah, se os relacionamentos pudessem seguir o exemplo das ruas e estradas européias. Sem buracos! Sem sustos ou cruzamentos perigosos. Aí, você poderia mandar ver logo num Porsche e imprimir toda velocidade, sem correr o risco de sofrer um acidente. Mas, como estamos pilotando em rodovias brasileiras, pra que pagar caro e investir seu rico dinheirinho em algo que pode lhe dar problema mais tarde? Principalmente quando o essencial todo basiquinho tem... Tem, não tem?

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Sexo frágil???

No fundo, eu não sei até onde as transformações entre gêneros fizeram bem ao mundo. E eu sei que eu mesma tenho a minha parcela de culpa. Sempre preferi um Ross a um Chuck Norris. E quem haveria de me culpar? E agora, quando surge em mim uma necessidade de ser frágil, incoerente, dodói, agora, que essa mulherada já fez com que eles acreditassem que não era isso que a gente queria, problema nosso!Ficamos meio imóveis, tomando conta do equilíbrio do mundo (porque a gente se acha, claro). Não podemos cobrar, porque eles se irritam. Não podemos perguntar, porque perguntar é cobrar e eles se irritam. Não podemos magoar, porque magoar é ser mandona, ser mandona é perguntar, perguntar é cobrar, e eles se irritam. Não podemos dizer que estamos nos sentindo sozinhas, porque isso é cobrar e eles se irritam. Temos que pisar em ovos, porque tudo os deixa meio de mau humor. E eles se irritam.E a gente não consegue acompanhar. E para variar, a gente não leva nenhum tipo de vantagem. Com toda essa suposta fortaleza nos sendo jogada nos ombros, o nosso caminhar pela vida acaba ficando um pouco mais difícil. E o pior, não nos deram o essencial para sermos a verdadeira mulher-macho: o desapego.E isso, minha amiga, acho que nem em um milhão de anos.Nem com milênios de evolução. Nem com Darwin e Freud, sentadinhos, um de cada lado, segurando as nossas mãos, nos dando beijinhos e fazendo massagem nos nossos pés...

"Borboletas sempre voltam...

e o seu jardim sou eu"
;)

Decisões da semana passada...

Tomei uma decisão séria dia desses. Daquelas inevitáveis, sabe? Um dia a gente tem que tomar vergonha na cara, respirar fundo, tirar coragem de algum lugar e enfrentar a verdade fria, dura e cruel. É inevitável. O choque é forte, a queda é alta, mas acaba valendo a pena (de algum jeito). Depois que a gente encara, coloca tudo pra fora, vomita todas as ilusões e engole todas as verdades - as amargas verdades - fica tudo mais fácil, afinal a pior parte já passou. Perdi longos minutos na frente do espelho e mais alguns olhando para as coisinhas deprimentes daquela caixinha de sentimentos que guardo no coração... depois tentei me afogar nas palavras profundas de Clarice e chorar todas as minhas lágrimas ouvindo Debussy. Mais alguns minutos perdidos fitando minha imagem deprimente no espelho e veio aquela coisa toda e eu me vi gritando para mim mesma: "Ah, quer saber? Cansei! Isso mesmo C-A-N-S-E-I! Sai desse quarto, come alguma coisa, tira essa roupa deprimente e vai ser feliz! Um menina bonita, inteligente, cheia de amigos interessantes fica ai nesse estado de horror contínuo. Vai brilhar! Vai viver do teu jeito, sentir do teu jeito, amar do teu jeito". E então tudo pareceu mais claro e eu sorri para garota do espelho e pensei: "Por que não?"

Existe um dia....

que a gente simplesmente muda,
os sentimentos acabam e o coração faz novas escolhas. ♥


quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Tava com sono quando falei da lista, mas juro que não foi no sentido piriguete da coisa gente!
Esse carnaval matou com os meus neuronios, não podem exigir tanto de mim!
Quando eu desconfundir miha cabeça volto a escrever!
Beijos
Maricota te liga bico de luz que história é essa de fila amore??olha a catiguria...

Bom essa semana estarei completamente imprestavel, com o raciocinio lento, então não esperem nada mto inspirador, está dificil de se recuperar do carnaval,estou praticamente caindo pelas beiradas na frente desse computador....Mas não perderei a oportunidade de dar preciosas dicas de como se comportar em um banheiro...






Super uteis não!!

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Eu adoro como esse mundo da voltas...

Meus amigos dizem que sou fria. Que tenho coração de gelo. De jeito nenhum! Sou apenas prática. A dor é inevitável, mas o sofrimento é opcional. Até porque nunca tive talento pra auto-flagelação. Fui mimada a vida inteira. Por isso gosto de ser bem tratada. Exijo. Comigo, é do meu jeito (my way or the highway). E se não tiver bom assim, querido, passe mais tarde! O produto é de boa qualidade e tem garantia. Não gostou? Devolve. Tem uma fila gigante lá fora só esperando a porta abrir.

Bom retorno amigas....carnaval maravilhoso!
Beijos

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009



Carnaval chegando...festas, bebedeiras...desejo juizo a todos!!Que nem diria minha mamis: Olha os modos!!!









OBS:Viu só que linda minha latinha,adorei essa brincadeira....



O que mais te surpreende na Humanidade?

“Os homens. Porque perdem a saúde para juntar dinheiro, depois perdem dinheiro para recuperar a saúde. E por pensarem ansiosamente no futuro, esquecem do presente de tal forma que acabam por não viver nem o presente e nem o futuro.E vivem como se nunca fossem morrer e morrem com se nunca tivessem vivido.”
Dalai Lama

Bad girls

Nós não decidimos ser más em algum momento das nossas vidas. Ninguém vira uma bad girl, nós nascemos assim. E não significa que sejamos efetivamente más. Existem garotas más e garotas do mal. Somos apenas más, e isso quer dizer que podemos ser boazinhas em muitas áreas da vida. Por exemplo, jamais faríamos mal a um gatinho abandonado, na verdade nós o adotamos e mimamos muito.
Quando você é uma garota má, todo mundo faz o que você quer, de um jeito ou de outro. E nós somos mais legais do que as garotas boazinhas, que são todas umas invejosas chatas porque têm energia feminina em excesso. Vocês já notaram como homens que têm energia feminina em excesso acabam virando teenagers fofoqueiras e invejosas? Pois é. Não fazemos intrigas nem inventamos mentiras sobre outras pessoas, por mais que as outras pessoas façam isso com agente. Irônico, não?
Farejamos gênios antes das outras garotas. Nós pegamos os homens mais legais antes, porque não nos importamos com aparência ou popularidade (não precisamos dessas bobagens) e sim com seus QI´s astronômicos, senso de humor e talento. E temos o toque de Mel: no momento em que descobrimos um cara que estava no cantinho e que ninguém tinha visto, as outras mulheres passam a desejá-los.

Nós fazemos as coisas que todas as garotas gostariam de fazer, mas não têm culhão ou talento suficiente.

Garotas más amam como ninguém. São intensas e verdadeiras, mesmo que só dure um mês. Dependendo do caso, assim que o cara sai do campo de visão, é esquecido. Porque você tem que ser realmente foda para estar na cabeça de uma bad girl o tempo todo, ou até mesmo uma parte do tempo. Temos a cabeça cheia de coisas e às vezes não cabe tudo. Mas quando encontramos o cara, você vai ver ali a mulher mais dedicada do universo.

Não invente de dar uma de machista pra cima da gente, ou chutaremos a sua bunda.
Nós nunca fingimos orgasmos. Estaríamos enganando apenas a nós mesmas. Os homens que se esforcem se querem nos ver gozar.

Somos sinceras. Sempre. Isso faz com que muitas pessoas nos chamem de pretensiosas, antipáticas, convencidas, vadias e muitas, muitas outras coisas. É tudo verdade, somos mesmo!

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Sorte de hoje: Olho por olho e o mundo acabará cego

Sábio orkut...

Homens ricos 'dão mais prazer', diz estudo

Cientistas britânicos afirmam que o prazer sexual feminino está diretamente ligado ao tamanho da conta bancária de seu parceiro. De acordo com uma pesquisa realizada na Universidade de Newcastle, na Grã Bretanha, quanto mais rico é homem, mais frequentemente a mulher chega ao orgasmo. O controverso estudo, publicado na revista especializada Evolution and Human Behaviour, foi criticado por mulheres, que afirmam não acreditarem que nasceram programadas como "caça-tesouros".

http://veja.abril.com.br/noticia/ciencia-saude/homens-ricos-dao-mais-prazer-415616.shtml

Eu juro que não é implicância com os cientistas,mas vamos combinar que não precisa ser um Einstein pra chegar a essas surpreendentes conclusões, to perdendo tempo e dinheiro aqui parada...

Cérebro masculino vê mulher de biquíni como objeto, aponta estudo.

"Os homens podem não dizer isso explicitamente, mas há ocasiões em que todos tendem a pensar nas mulheres como objetos --principalmente quando elas estão de biquíni e não mostram o rosto. É isso o que acaba de mostrar um experimento realizado nos Estados Unidos com 21 homens heterossexuais estudantes de pós-graduação, apresentado em Chicago, na reunião anual da AAAS (Sociedade Americana para o Avanço da Ciência). "

http://www1.folha.uol.com.br/folha/ciencia/ult306u505127.shtml

Sem perder tempo com estudo algum eu diria isso certamente, mas eu não prestei vestibular para esta carreira...

Definitivo

Li esse texto e lembrei da pequena loira,a primeira semana depois do termino é complicadinha(ou não, depende),mas enquanto alimentamos falsa expectavias, ela se torna pior ainda...

"Definitivo, como tudo o que é simples. Nossa dor não advém das coisas vividas, mas das coisas que foram sonhadas e não se cumpriram.
Sofremos por quê? Porque automaticamente esquecemos o que foi desfrutado e passamos a sofrer pelas nossas projeções irrealizadas, por todas as cidades que gostaríamos de ter conhecido ao lado do nosso amor e não conhecemos,por todos os shows e livros e silêncios que gostaríamos de ter compartilhado, e não compartilhamos.Por todos os beijos cancelados, pela eternidade. Sofremos não porque nosso trabalho é desgastante e paga pouco, mas por todas as horas livres que deixamos de ter para ir ao cinema, para conversar com um amigo, para nadar, para namorar.
Sofremos não porque envelhecemos, mas porque o futuro está sendo confiscado de nós, impedindo assim que mil aventuras nos aconteçam, todas aquelas com as quais sonhamos e nunca chegamos a experimentar.
Por que sofremos tanto por amor? O certo seria a gente não sofrer, apenas agradecer por termos conhecido uma pessoa tão bacana, que gerou em nós um sentimento intenso e que nos fez companhia por um tempo razoável,um tempo feliz. Como aliviar a dor do que não foi vivido? A resposta é simples como um verso:
Se iludindo menos e vivendo mais!!!
A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca.
A dor é inevitável. O sofrimento é opcional..."

Carlos Drumond de Andrade

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Bleh

Engraçado como tudo nessa vida passa. E só o tempo mesmo pra fazer a gente perceber isso. As conversas não são as mesmas, o toque não é o mesmo. Não somos os mesmos, na verdade.Não sei se é só o tempo ou se é também uma questão de “percepção” das coisas. A gente cria uma pessoa fantasiosa na cabeça da gente que não existe na realidade. E a realidade está bem longe de se parecer com o que a gente criou na nossa cabeça.
Cadê aquela pessoa cheirosa, companheira e linda que a gente imaginava? Não existe mais. Ou talvez nunca tenha existido a não ser na nossa cabeça. É tudo diferente... os papos, o cabelo, a voz... o cheiro do carro. Aff.

As minhas amigas me conhecem mto bem....

Ieda diz:
quando eu vi aquela foto
Ieda diz:
pensei
Ieda diz:
a mariana ta drogada??
Ieda diz:
mas sei la

HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHHAAH
ELA RESUMIU TUDO O QUE TODAS QUERIAM PERGUNTAR!
NÃO SÓ BEBADA GURIAS...
SÉRIO TEM QUE RIR MTOO....
A PRETA ENTENDEU, NÉ PRETINHA?
NÃO AMAR A AMANDITAS CONTINUA SENDO O SEGREDO DA FELICIDADE!

Eu sou besta pra ri









Agora não sei se a vida me deixa feliz ou se eu tenho uma tendência a felicidade....to sempre rindo dessas besteiras...

UM DIA APOS O OUTRO

Bom dia amigo!
Hoje é um novo dia!
O sol amanhece lá fora
Aproveite e mande a tristeza embora!
Respire fundo...
Sinta este sol que Deus mandou
Para lhe lembrar
Que ainda há felicidade,
Mesmo na dificuldade.
Ouça os pássaros cantando alegremente,
Abra as janelas da sua casa
E do seu coração.
Veja o lindo dia que começa
Erga sua cabeça,
Siga em frente e
Pense: Hoje não!
Hoje não sofrerei!
Hoje nada me atrapalhará a ser feliz!
Seja fiel aos planos de Deus,
Não tente mudar o que ele reservou para você,
Não queira adiantar as coisas,
Não crie situações e
Viva um dia de cada vez!
Confie e espere,
Pois tudo tem o seu momento.
Se ainda não aconteceu
É porque você ainda não amadureceu o suficiente
Para tal acontecimento.
Se você quer a felicidade
Escute com atenção:
Tenha paciência e viva intensamente
Cada situação
Que aparecer na sua frente.
Não magoe ninguém,
Pois tudo o que faz
Receberá de volta!
Portanto plante amor e alegria
No coração das pessoas
Para que colha sempre coisas boas.
Mais uma vez
Olhe o dia lá fora como está lindo!
Este friozinho...
Com um solzinho gostoso...
O frio é para lhe dar um certo desconforto
E o solzinho é para lhe lembrar
Que Deus sempre lhe manda algo
Para suprir este desconforto,
Assim como a dificuldade que está a passar agora,
Tenha calma que logo, logo passará...
Você vai ver!
Levante com ânimo hoje!
Não deixe ninguém lhe fazer sofrer!
Você nasceu para ser feliz!

Autoria de Mariza Araujo Ribeiro.

Mas no filtro solar acredite

"...meus conselhos não tem outra base confiável além de minha própria experiência errante.Mas agora eu vou compartilhar esses conselhos com vocês...
Aproveite bem, o máximo que puder, o poder e a beleza da juventude.Ou, então, esquece... Você nunca vai entender mesmo o poder e a beleza da juventude até que tenham se apagado.Mas pode crer que daqui a vinte anos você vai evocar as suas fotos,E perceber de um jeito que você nem desconfia hoje em dia,Quantas, tantas alternativas se escancaravam a sua frente.E como você realmente estava com tudo em cima,Você não está gordo ou gorda...
Não se preocupe com o futuro.
Ou então preocupe-se, se quiser, mas saiba que pré-ocupação é tão eficaz quanto mascar chiclete para tentar resolver uma equação de álgebra.As encrencas de verdade em sua vida tendem a vir de coisas que nunca passaram pela sua cabeça preocupada,todo dia, enfrente pelo menos uma coisa que te meta medo de verdade.
Cante.
Não seja leviano com o coração dos outros.Não ature gente de coração leviano.Não perca tempo com inveja.Às vezes se está por cima,às vezes por baixo.A peleja é longa e, no fim,é só você contra você mesmo.Não esqueça os elogios que receber.Esqueça as ofensas.Se conseguir isso, me ensine.Guarde as antigas cartas de amor.Jogue fora os extratos bancários velhos.
Estique-se.
Não se sinta culpado por não saber o que fazer da vida.As pessoas mais interessantes que eu conheço não sabiam, aos vinte e dois o que queriam fazer da vida.Alguns dos quarentões mais interessantes que eu conheço ainda não sabem.Seja cuidadoso com os joelhos.Você vai sentir falta deles.
Talvez você case, talvez não.
Talvez tenha filhos, talvez não.
Talvez se divorcie aos quarenta, talvez dance ciranda em suas bodas de diamante.
Faça o que fizer não se auto congratule demais, nem seja severo demais com você,As suas escolhas tem sempre metade das chances de dar certo,É assim para todo mundo.Desfrute de seu corpo use-o de toda maneira que puder, mesmo!!Não tenha medo de seu corpo ou do que as outras pessoas possam achar dele,É o mais incrível instrumento que você jamais vai possuir.
Dance.
Mesmo que não tenha aonde além de seu próprio quarto.Leia as instruções mesmo que não vá segui-las depois.Não leia revistas de beleza, elas só vão fazer você se achar feio.Dedique-se a conhecer seus pais. É impossível prever quando eles terão ido embora, de vez.Seja legal com seus irmãos. Eles são a melhor ponte com o seu passado e possivelmente quem vai sempre mesmo te apoiar no futuro.Entenda que amigos vão e vem, mas nunca abra mão de uns poucos e bons.Esforce-se de verdade para diminuir as distâncias geográficas e de estilos de vida, porque quanto mais velho você ficar,Mais você vai precisar das pessoas que você conheceu quando jovem.More uma vez em Nova York, mas vá embora antes de endurecer.More uma vez no Havaí, mas se mande antes de amolecer.
Viaje.
Cuidado com os conselhos que comprar,mas seja paciente com aqueles que os oferecem.Conselho é uma forma de nostalgia.Compartilhar conselhos é um jeito de pescar o passado do lixo,esfregá-lo,repintar as partes feias e reciclar tudo por mais do que vale.Mas no filtro solar, acredite.."
Baz Luhrmann

Não amar e amanditas..par perfeito!

Já que não estou nem aí se ele percebe ou não minhas pernas finas e os meus pézinhos pequenos, desfilo pelada e tranquila, enquanto como uma caixa de amanditas.
Ele arregala os olhos: o que essa louca ta fazendo pelada no meio do nada? Ele pede pra usar o banheiro..... E eu me vejo na típica situação que qualquer mulher louca adoraria: sozinha com sua carteira e celular.
To nem aí de saber sua vida. A quantidade de recadinhos femininos no seu celular ou de canhotos suspeitos no seu cheque têm a mesma importância pra mim que a quantidade de carrapatos no cachorro do vizinho.
Ignoro qualquer pista e continuo devorando minhas amanditas, esse sim um assunto importante. Se ele vai ligar amanhã? Não sei, não quero saber e não tenho raiva de quem sabe. Não tenho raiva de ninguém. Não tenho raiva das moças que já passaram pelo seu corpo, não quero degolar as moças que talvez ainda passem e tampouco me chatearia pensar que muitas ainda passarão. Não me importa se você vai ficar meia hora ou uma hora inteira. Não me importa se o homem que vai sair do banheiro gosta mais ou menos de mim ou por inteiro. Nada me importa, a não ser o desejo de te empurrar naquela cama e experimentar de novo aquele movimento que você faz. Não sei explicar. Não lembro o nome de ninguém da sua família, não quero conhecer seus amigos, não preciso que você me abrace depois e não faço questão de ser a mulher da sua vida. O que me importa mesmo, e isso sim mais do que as minhas amanditas, é que você faça sempre daquele jeito. Talvez eu fosse virgem antes de te conhecer. Você me preenche como ninguém. Não tenho medo de parecer vulgar caso você me queira de jeitos estranhos. Não tenho medo de ficar barriguda caso em vá por cima. Não tenho medo de ficar com cara de idiota ou de gritar muito alto. Não tenho medo de nada, afinal, a gente só tem medo do que a gente ama.
Se me der sono eu durmo, se me der vontade de te xingar , xingo. Se me der vontade de te expulsar da minha casa: rua!
E o mais fantástico de tudo é que já que estou tão à vontade, já que meu cérebro louco não está vivendo nem no passado e nem no futuro e apenas no presente do seu corpo quentinho e cheiroso e já que nada em mim dói porque nada em mim sonha... eu nunca senti tanto prazer em toda a minha vida.
Será que não amar ninguém e amanditas são o segredo da felicidade?

Nostalgia..

Não sei não, mas algo me diz que me amo tanto, tanto, que prefiro não ligar o celular, a internet e prefiro também não espiar pela varanda. Fecho os olhos esticada e pelada na cama, por alguns segundos brinco que não sei meu nome. E acabo não sabendo mesmo.
Moro sozinha agora, coisa que quando eu tinha quinze anos nunca imaginei que conseguiria fazer. Tenho vinte e três e continuo não imaginando como fazer. Enquanto isso, faço, sem me dar conta.
Tenho aprendido coisas geniais como, por exemplo, que comprar uma cortina devia ser proibido para menores de 18 anos. Primeiro mandam você escolher um varão, depois você tem de decidir se este varão vai passar na prega-macho ou na prega-fêmea. Puta baixaria. Minha geladeira dá choque e eu me sinto muito independente quando tomo meus choques sozinha e não posso nem dividir um “caralho” com ninguém. Aliás, já faz um tempo que não divido nem um caralho nem um choque com ninguém. Foda-se, enquanto isso como chocolate e leio sem parar outros solitários. A minha pia é das coisas mais charmosas que eu já vi nessa vida. Ela não fica nem no banheiro, nem no quarto, nem na sala, mas ao mesmo tempo fica em todos os lugares. De presente para a pia comprei novas maquiagens, novos cremes e novas bijuterias, ela adorou. Sempre quis ter uma casa só minha para encher de amigos e namorados. Engraçado, mas agora que tenho a tal da casa, morro de ciúmes e seleciono neuroticamente quem vai pisar no tapete chiquérrimo de macarrão que esconde o fio da televisão chiquérrima de LCD. A idade te deixa mais chata e diminui muito as suas chances de se dar bem. Mas pelo menos agora eu sei que, quando uma coisa é boa, ela é boa mesmo. Hoje de manhã eu acordei e fiquei olhando para tudo catatônica, um misto de susto com deslumbramento. Me dei conta de que essa é a pior e a melhor fase da minha vida. Eu nunca andei tão triste e nem tão feliz. Foi difícil enterrar tantos mortos e tantas rotinas, mas está sendo muito fácil viver dentro de mim.

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Laura me confunde!

Telefone toca, e eu comprando calcinhas no moinhos (ta acabando minhas férias prolongadas pareeem de me chamar de patricinha)
Olho pro telefone, quem seria?
A Laura obvio...sim ela não vive mais de 3 hrs sem escutar minha voz
E ai começa a conversa de pessoas anormais...

Laura: Tu tá almoçando?
Mari: Não, já comi to comprando calcinhas
Laura: Ah tá(nem escutou o q eu falei, normal!)
Quem é aquela pessoa???????????
Mari: Eu já te respondi no e-mail, o penta!
Laura: Penta como assim?
Mari: Penta, meu penta pq tu tem penta?
Laura: sim são coisas com o mesmo nome
Pausa.....
Mulher da loja me olha com cara de como se eu fosse um et falando com outro et e resolve me mostrar as calcinhas digamos mais sexy( otimo era isso que eu procurava mesmo)
Mari: Laura tu ta ai?
Laaaaaaaaaaaaaaaaaura????
(Voz de homens, colegas de trabalho e ela me liga com essa conversa maluca)
Mari:Laura qq tu ta fazendo???? tu ta trabalhando mesmo????
eu já te disse quem é, não tem nda a ver cntg!
Laura: Ah da proxima vez explica melhor

Não sei como nos amamos tanto com tantos problemas de comunicação!!!!!!!!!!!
Fala sério....

Vantagens de ser solteira!

10 VANTAGENS DE SER SOLTEIRA
(O):1.Você não é CORNA(O);
2.Não perde tempo imaginando se esta sendo traída(o),onde ele(a) esta,o q ta fazendo;
3.Pode paquerar sem dor na consciência;
4.Não dá satisfação;
5.Usufruir mais de vc mesma(o);
6.TER UMA AMOR EM CADA PORTO(conhece várias línguas);
7.Consequentemente vc viaja mais;
8.Não sofre por amor(só por falta);
9.Tem tempo de estudar e trabalhar;
10.Futebol ? O que é isso ?
11. SporTv ? Eu pago por esse canal ? Ah, o canal dos rapazes de short e perna gostosa. Sei sim...
12. Você vai jantar com suas amigas, bebem,bebem e bebem e ninguém vai incomodar.
5. Nenhuma delas irá palitar os dentes.
6. Você não tem sogra.
7. O telefone toca e você sabe que poderá levar um papo legal de 1 hora e 47 minutos com sua melhor amiga(ahhh n tem preço).
8. Você vai ao cinema ver filmes com o Brad Pitt. Nada de Rambo ou A Rocha.
9. Você pode ir ao shopping todos os dias.
10. Agora você pode finalmente sair com todos os seus amigos que ninguém vai encher o saco, dizendo que não é só amizade.
11. No dia dos namorados, com o dinheiro que seria gasto no presente dele, você compra aquela di-vi-na meia de seda que só vai durar uma noite.
12. Não precisar mais ouvir CD de musicas estranhas.
13. Não precisar mais ver a bunda cheia de celulite da Carla Perez.
14. Seu banheiro permanecerá limpo e com a tábua do vaso no lugar.
15. Suas toalhas de banho permanecerão no lugar e secas.
16. Você vai pecar menos. Mão vai precisar mentir dizendo que gozou, que é grande, que careca é coisa charmosa, etc.
17. Você pode engordar comendo chocolate.
18. Você descobrirá que chocolate é tão bom quanto sexo. Com a vantagem de que é possível engolir, porque o gosto é bom mesmo.
19. Vai passar a noite de sábado fazendo coisas que são realmente prazerosas
20. O controle remoto é seu ! Só seu ! E você experimentará as maravilhas de ver o início, meio e fim de um programa.
21. Vai passar tardes maravilhosas ao telefone contando pra sua melhor amiga a noite passada
22. Vai pintar a unha de verde, marrom e azul sem ninguém dizer que é esquisito.
23. Pode voltar a falar mal de todo mundo que você conhece, nenhum olhar de censura masculina cairá sobre você.
24. Vai comprar um vibrador e descobrir que dá no mesmo que ter um namorado, mas com a vantagem de que um vibrador não arrota e te faz gozar mesmo.
25. Vai finalmente ter tempo pra procurar aquele cara bonito e inteligente com o qual você sempre sonhou.

Essas foram algumas das vantagens que eu lembrei agora, podem acrescentar gurias, mas eu me pergunto:
PQ CÉUS VCS AINDA QUEREM NAMORAR SE PODE TER TUDO ISSO E MAIS ALGUÉM DE VEM EM QND??
Tá certo que as vezes bate a carência, eu sei bem disso, moro sozinha, mas vale a pena trocar toda a tranquilidade por relacionamentos estressantes? Que mania que as pessoas tem de sair namorando o primeiro que se apaixona por elas, isso exige mais que paixão, tem que pesar com a razão tb! Não somos felizes assim? Então só acrescente alguém para melhorar os momentos menos felizes e não para torrar tua paciência!
OBS: Enquanto não encontrar o certo divirta se com os ERRADOS.

Conto de fadas...


Era uma vez... numa terra muito distante...uma princesa linda, independente e cheia de auto-estima.Ela se deparou com uma rã enquanto contemplava a natureza e pensava em como o maravilhoso lago do seu castelo era relaxante e ecológico...

Então, a rã pulou para o seu colo e disse: linda princesa, eu já fui um príncipe muito bonito.Uma bruxa má lançou-me um encanto e transformei-me nesta rã asquerosa.Um beijo teu, no entanto, há de me transformar de novo num belo príncipe e poderemos casar e constituir lar feliz no teu lindo castelo.A tua mãe poderia vir morar conosco e tu poderias preparar o meu jantar, lavar as minhas roupas, criar os nossos filhos e seríamos felizes para sempre...
Naquela noite, enquanto saboreava pernas de rã sautée, acompanhadas de um cremoso molho acebolado e de um finíssimo vinho branco, a princesa sorria, pensando consigo mesma:

- Eu, hein?... nem morta!

Até os astros

MEDO DO MEU HORÓSCOPO PERSONALIZADO!!!!!
AAAAAAAAAAAAAHHHH!!!

"Você perceberá que está mais eloqüente do que o usual, e neste momento podem ocorrer muitas conversas e notícias de pessoas que há muito tempo você não via. O estímulo positivo de Mercúrio lhe permitirá compreender coisas que você antes não entendia muito bem, sobretudo no que diz respeito a acontecimentos passados que você não processou legal. Esta é uma fase de insights e de esclarecimentos, Mariana"

Nossa liberdade é o que nos prende...

Adoro essa frase e esse texto...
Acredito que a liberdade pode ser realmente a única coisa que prende duas pessoas que não têm a mínima intenção de se comprometer. Mas, e aí? Se essas pessoas não têm intenção de se comprometer, quando e como vai ser o fim (daquilo que nem começou)?
Você sai de casa. Veste a roupa que mais combina com seu estado de espírito. Estampa na cara seu melhor sorriso. Sua melhor maquiagem. E vai pra melhor festa da cidade. E, toda festa, as mesmas músicas tocando. As mesmas caras te olhando. Os mesmos papos rolando. A mesma boca te beijando. Os mesmos braços te segurando. O mesmo cidadão te desejando. Mas isso, por enquanto, basta. A noite-sem-dia-seguinte tá valendo pra vocês.
Mas, e aí? Até onde vai? Até onde vocês dois podem ir, brincando de usar corpos na madrugada, sem se machucarem? E, se essa liberdade que vocês têm é tão grande assim, porque estão sempre um com o outro? Por que, toda vez que vocês se encontram, vocês colam um no outro? Cadê a porra da liberdade? E a hora que vocês estiverem na mesma festa e um de vocês se interessar por outra pessoa? Cadê, de novo, a porra da liberdade que vocês têm que faria você dizer “tudo bem”?Não tem nada de “tudo bem”. Você fica tensa. Seu coração dispara. Sua boca seca. Você deseja sumir. Você deseja que o cidadão suma (da sua vida, claro). Você deseja nunca ter estado ali naquela noite.
Você se pergunta porque foi mesmo que essa história começou. E quando era pra ter terminado. Só que você pulou essa parte. E por que foi mesmo que você pulou a parte em que você coloca um ponto final nessa história? Ah, é. Não é tão simples assim. Como se encerra um vínculo que não existe? Por que é tão difícil colocar um ponto final? Será que é porque a porra da liberdade prende vocês?
É assim mesmo que você fica. Irritada. Puta. Falando palavrão. Você se sente no direito de tirar satisfação com o cidadão que não é nada seu. Vocês discutem. Isso mesmo. Você discute com o cidadão que – insisto – não é nada seu. Muita intimidade pra vocês (ah, só uma observação: o conceito de intimidade, hoje, é um pouco diferente. Fazer sexo no elevador com câmera, tudo bem. Discutir sobre o que incomoda... não... muita intimidade). Então, cadê a PORRA da liberdade que faria você dizer “foda-se” nessa hora? Onde, caramba, estava a liberdade quando o cidadão cismou que viu você dar seu telefone pra outro cara e saiu emburrado? Que pseudo-liberdade é essa que te prende e te deixa tão solta? Onde, diabos, estava a merda da liberdade quando você mais precisou dela???Você não sabe. Não quer saber. Não tem mais paciência pra ficar se perguntando. Pra ficar enchendo os textos de interrogações.

Os problemas assumem dimensões maiores do que deveriam ter. Se duas pessoas são livres, elas deveriam ser livres pra fazer o que bem entenderem sem se importarem uma com a outra. E por que não é assim? (Não espere uma resposta no final do texto porque eu também não sei). Por que você se importa tanto se, pra ele, tanto faz? Por que você quer alguém que só te quer quando convém? Por que tem tanta interrogação onde deveria ter um ponto de afirmação? Ou um ponto final. Ou um texto novo. Um texto com menos interrogações e mais exclamações. Uma poesia, quem sabe...

Terceiro dia!!!

Primeiramente: Amei postar aqui, me sinto mais aliviada. Obrigada
Segundo: Vcs precisam acompanhar minha tragetoria, afinal agora vcs sabem o que se passa cmg.
Terceiro dia... NOSSA... as pessoas começam a aparecer dizendo: "Puts, ele esta louco, fez a pior coisa da vida dele", "Ele está confuso", "Deixa passar o carnaval", "Você esta bem?", "Se ele gostasse tanto de você não teria terminado", "Vai ser melhor", "Tudo passa", "Ele vai sentir falta"... e blablabla... Carinhos... Abraços... Risadas forçadas... Pessoas curiosas... Preocupadas...
Não me sinto melhor que ontem e nem pior, sinceramente ainda não acredito que estou passando por isso, não acredito que tudo que construi com todo o carinho e amor se foiiii. Talvez vocês não me conheçam e assim digo: Sou a Sheila Reolon, 21 anos, loira, olhos claros, corpo atletico, tenho 2 irmão (sou a do meio), pais casados, sou formada, trabalho na empresa da família, tenho planos de sucesso profissional, amo dançar, amo tomar chimarrão, amo minha amigas, adoro um bom papo, por do sol, cinema, meu quarto... Quem foi que vocês imaginaram ao me descrever?? Pois é, ontem eu ouvi que eu parecia uma velha, tinah pensamentos de velha, ms era feliz ... EEEEE... HAPPY.. era tudo que eu gostaria de ser..
Eu sou teimosa sim.. pq acredito que tudo possa mudar.. Acredito que o mundo giro e ponha tudo no seu devido lugar e se for para trazer ele de volta... Que seja eterno e dure...

Obrigada pelo carinho de todos.. Ninguem sabe o qnto meu coraçõa está ferrido e triste nesse momento...

Beijossss

E o que eu vejo nele?

E o que é que ela vê nele? Nossos amigos se interrogam sobre nossas escolhas, e nós fazemos o mesmo em relação às escolhas deles. O que é, caramba, que aquele Fulano tem de especial? E qual será o encanto secreto da Beltrana?Vou contar o que ela vê nele: ela vê tudo o que não conseguiu ver no próprio pai, ela vê uma serenidade rara e isso é mais importante do que o Porsche que ele não tem, ela vê que ele se emociona com pequenos gestos e se revolta com injustiças, ela vê uma pinta no ombro esquerdo que estranhamente ninguém repara, ela vê que ele faz tudo para que ela fique contente, ela vê que os olhos dele franzem na hora de ler um livro e mesmo assim o teimoso não procura um oftalmologista, ela vê que ele erra, mas quando acerta, acerta em cheio, que ele parece um lorde numa mesa de restaurante mas é desajeitado pra se vestir, ela vê que ele não dá a mínima para comportamentos padrões, ela vê que ele é um sonhador incorrigível, ela o vê reclamando, ela o vê nu, ela o vê no que ele tem de invisível para todos os outros.Agora vou contar o que ele vê nela: ele vê, sim, que o corpo dela não é nem de longe parecido com o da Daniella Cicarelli, mas vê nela uma coxa grossa que ninguém mais vê e uma boca que sorri mais para um lado do que para o outro, e vê que ela, do jeito que é, preenche todas as suas carências do passado, e vê que ela precisa dele e isso o faz sentir importante, e vê que ela até hoje não aprendeu a fazer um rabo-de-cavalo decente, mas faz um cafuné que deveria ser patenteado, e vê que ela boceja só de pensar na palavra bocejo e que faz parecer que é sempre primavera, de tanto que gosta de flores em casa, e ele vê que ela é tão insegura quanto ele e é humana como todos, vê que ela é livre e poderia estar com qualquer outra pessoa, mas é ao seu lado que está, e vê que ela se preocupa quando ele chega tarde e não se preocupa se ele não diz que gosta de 10 em 10 minutos, e por isso ele gosta mesmo que ninguém entenda.

Martha Medeiros

E se repete....

Meu Deus!!!! Que dia de postagens polemicas, problemas amorosos ou a falta deles ( =/) e homem confuso, tudo junto!
Help....como diz nossa incrível amiga JESUSAPAGAALUZ!!!!!!!!!!!!
Pra começar essa postagem da Sheilinha, eu já sabia o que tinha acontecido, mas depois que li fiquei tao triste que quase chorei, ou quase sai batendo nos homens pela rua, afinal, sentimos e sofremos junto com as amigas!!!! Coitadas de vcs gurias, devo maltrata-las com meus sofrimentos!!!!!
Bom passei boa parte do meu dia pensando no caso da nossa pequeninha loira, é complicado gostar de alguém, ficar um tempão com essa pessoa pra ela decidir sozinha o caminho que cada um vai seguir, sem ao menos te perguntar! Mas a vida é assim, em um dia ganhamos, outro perdemos e a batalha continua....na real eu sou da teoria de que os males sempre vem para o bem, portanto, aguarde o bem!
Tudo passa, tudo volta e se é pra voltar....volta melhor!!!!!
Bom continuando o assunto postagem, vem a louca da Laura me lembrar dessa cena bizarra que ela passou, bem que ela fez em mandar ele utilizar aquele ponto de interrogação da forma mais prazerosa para ele!hahahahahaha
Se livrou de um super mega hiper rolo...
Como eu sou o ser dramático desse blog...(pausa as 00:30)
Votando as 4:40.... bom eu ia escrever dobre a dramatização de homens confusos...mas amanha eu dramatizo mais, to com outras coisas na cabeça...ate pq Preta...precisamos conversar!
É engraçado ver como as coisas mudam, e como nos idealizamos as pessoas que um dia a gente gostou e como eu descubro as delícias de gostar de qm eu gosto, por incrível que parece eu admito isso!Sim, eu gosto...e não existe nada melhor que a liberdade para te fazer ser de algm, roubei a teoria de um amigo da laura!
Hoje eu acredito nisso!
Fiquem bem amigas...até a hra que eu acordar ou que a Laura me acordar quando ler isso!

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Tudo igual

Sabe que analisando oque aconteceu com a sheilinha eu fico passada com a quantidade de homem confuso nesse mundo,creedo oque aconteceu com as testosteronas??tudo culpa do leite adulterado só pode...Uma bipolaridade sem limites,uma hora todos melosos e cheio de amor pra dar,querendo discutir relação,cobrando isso aquilo,tendo crises de ciúmes, e do nada TCHUM..tao confusos!!
Mas sabe que vendo toda essa história me vem uma remota lembrança da minha experiencia em relação a isso(apesar de ter memoria seletiva é inevitavel que eu lembre disso nesse momento),vou relatar o fato...
Em um fatídico dia,estava tudo a mil maravilhas o passarinho verde cantando e tal...
A noite fui a casa do meu ex "namorado"(entre aspas pq ate hj não sei se considero ele um ex namorado ou uma ex enroooooooolação master hiper mega plus que durou um ano),ele tinha dito que queria conversar e tal (homem quando que conversar é bomba),mas como ele tinha me convidado para almoçar com ele e tava tudo normal desencanei(doce ilusão),uma pallhaçada só, me enrolou a noite inteira ate fala oque queria,antes dele desembuxar teve cena patetica dele colocando o ouvido no meu coração e la ficando por váriossssssss minutos...bom eis que começa...
bla bla bla..eu gosto mto de ti e bla bla bla so que eu estou confuso e não acho justo te meter no meio das minhas confusões e mais bla bla bla
-Por isso quero te pedir um tempo
(hãmmmmmmmm penso eu)levanto a sombrancelha e digo
-Tempo?HA então acabou!pq eu não do tempo..
-se é isso que tu quer e tu achar melhor,mas é que eu não sei quanto tempo eu preciso pra me organizar..e mais bla bla bla
-É isso aiiiii
-eu posso estar fazendo a coisa mais burra da minha vida,e te perder,mas se for pra gente fica junto agente vai fica,pq tu é a pessoa mais importante que eu tenho e já tive.....pq todo esse tempo que agente ta junto...
-TAVA junto não estamos mais!
(dae peguei minhas coisas e pedi pra ele me levar em casa)
mais umas horas de
-ahh vamos conversar,tu não quer conversar melhor?,me da um abraço...
-não me leva pra casa!
FIM
Bom podem me chamar de fria sem coração e tudo que quiserem,mas na boa não so psiquiatra e não tenho que me submeter a isso..
a única coisa que eu tinha vontade, era de gritar
ENFIA ESSE PONTO DE INTERROGAÇÃO NO CU E NÃO ME ENXE MAIS!!

Por que as pessoas entram na sua vida?

Pessoas entram na sua vida por uma "Razão", uma "Estação" ou uma "Vida Inteira". Quando você percebe qual deles é, você vai saber o que fazer por cada pessoa.
Quando alguém está em sua vida por uma "Razão"... é, geralmente, para suprir uma necessidade que você demonstrou. Elas vêm para auxiliá-lo numa dificuldade, te fornecer orientação e apoio, ajudá-lo física, emocional ou espiritualmente. Elas poderão parecer como uma dádiva de Deus, e são! Elas estão lá pela razão que você precisa que eles estejam lá. Então, sem nenhuma atitude errada de sua parte, ou em uma hora inconveniente, esta pessoa vai dizer ou fazer alguma coisa para levar essa relação a um fim. Ás vezes, essas pessoas morrem. Ás vezes, eles simplesmente se vão. Ás vezes, eles agem e te forçam a tomar uma posição. O que devemos entender é que nossas necessidades foram atendidas, nossos desejos preenchidos e o trabalho delas, feito. As suas orações foram atendidas. E agora é tempo de ir.
Quando pessoas entram em nossas vidas por uma "Estação", é porque chegou sua vez de dividir, crescer e aprender. Elas trazem para você a experiência da paz, ou fazem você rir. Elas poderão ensiná-lo algo que você nunca fez. Elas, geralmente, te dão uma quantidade enorme de prazer... Acredite! É real! Mas somente por uma "Estação".
Relacionamentos de uma "Vida Inteira" te ensinam lições para a vida inteira: coisas que você deve construir para ter uma formação emocional sólida. Sua tarefa é aceitar a lição, amar a pessoa, e colocar o que você aprendeu em uso em todos os outros relacionamentos e áreas de sua vida. É dito que o amor é cego, mas a amizade é clarividente. Obrigado por ser parte da minha vida.Pare aqui e simplesmente SORRIA.
Martha Medeiros

Oh tristeza!!!!

Acho que estou em um dos dias mais difíceis da minha vida. Faz exatamente dois dias que meus olhos estão afundados em lágrimas, tudo isso por estar gostando de alguém, complicado demais para entender como o mundo de hoje está pelo avesso, como "mulheres" especiais estão sendo maltratadas por homens indecisos. Eis minha história: Fazia 2 anos e 3 meses que eu me envolvia com uma pessoa muito especial que conheci por pura acaso da vida, era quase um compromisso sério, porém haviam certos momentos de insanidade e tudo não parecia de uma simples brincadeira. Sábado dia 14/02/2009 houve mais um final dessa história em que eu cultivei e amei com todo o carinho e atenção que eu poderia dar, ele acabou comigo e o motivo é pq quer sua liberdade de volta, não quer se prender a ninguem, não quer mais dar satisfação p quem ele dizia q gostava... AIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII, ISSO DOI DEMAIS!!! Estou de mão atadas e querendo muita compaixão das pessoas nesse meu caso o pior é q não adianta me convercer de que tudo vai passar, que acabou, morreu, tenho esperança e fé para dar e vender...
Meu coração hoje reza muito para que essa ferida feche, cicatrize e q só seja aberta por qm a fez.
Como eu já escrevi: o mundo de hoje esta pelo avesso... meu choro é de tristeza, de angustia, de medo, de perda... se isso é amor... podem chamar como quisserem. Enfim, eu acredito que tudo vai se resolver, se for para estar de volta aos braços dele ou se for para esquecr de vez... Tudo é valido.
Gúrias... não sei descrever a dor de gostar de alguem, de saber q a pessoa gosta de vc e não te quer pq não está de bem consigo propria, que quer apesar se divertir e ter uma vida futil... Vcs devem estar dizendo "então esquece", ms quem disse q o esqucer não é lembrar.
Estou triste!!!

ahh eu mereço...

Esse tipo de palhaçada so acontece cmg...
Eis que estou toda serelepe almoçando, vo me servir de sobremesa e vem um cara e larga a seguinte pérola:
- Suas unhas são lindas!
(kekiiiiii,fiquei chocada!!o pior eh que não era bicha)
Não resisti e disse:
- Quer o telefone da minha manicure?
Ahh desce do meu colo,cantada palhaça merece resposta a altura...

Você usaria?



Pq faz sentido....

Bom dia!

Gostei do texto preta...
Pelo horário percebe-se que eu cai da cama, é serio, literalmente eu cai da cama...
Inacreditável...depois não lembro da onde vem os 500 roxos!
Ainda bem que o tapete é meio fofinho!
Tem acontecido cada uma comigo....
Será que após ser abduzida implantaram chips em mim?
hehhehehehee
Tá vou ler....
Beijos para todos!
Sem textos dramáticos por agora, durante o dia eu acho algo pra fazer um drama!

- Ela é tão livre que um dia será presa.
- Presa por quê?
- Por excesso de liberdade.
- Mas essa liberdade é inocente?
- É. Até mesmo ingênua.
- Então por que a prisão?
- Porque a liberdade ofende.

domingo, 15 de fevereiro de 2009

Bloguiando...

Preta lembrei de ti sua impulsiva master!!!!!
Não escreve mais textos pra mim!



Sou o que se chama de pessoa impulsiva. Como descrever? Acho que assim: vem-me uma idéia ou um sentimento e eu, em vez de refletir sobre o que me veio, ajo quase que imediatamente. O resultado tem sido meio a meio: às vezes acontece que agi sob uma intuição dessas que não falham, às vezes erro completamente, o que prova que não se tratava de intuição, mas de simples infantilidade.Trata-se de saber se devo prosseguir nos meus impulsos. E até que ponto posso controlá-los. (...) Deverei continuar a acertar e a errar, aceitando os resultados resignadamente? Ou devo lutar e tornar-me uma pessoa mais adulta? E também tenho medo de tornar-me adulta demais: eu perderia um dos prazeres do que é um jogo infantil, do que tantas vezes é uma alegria pura. Vou pensar no assunto. E certamente o resultado ainda virá sob a forma de um impulso. Não sou madura bastante ainda. Ou nunca serei.

****Clarice Lispector****

sábado, 14 de fevereiro de 2009

Confirmando a teoria do biscoito....

Sexta em casa tendo que dormir cedo para viajar cedo= insónia !!!!!!!!
Resolvi pegar um filme: closer, perto d+.... podem começar a perguntar qq eu tinha na cabeça?!!!! Bom obvio que daí fiquei com menos sono ainda, duplinha básica: rivotril pra dormir e red bull pra acordar...
Pq eu não sou normal???
Tava relendo a teoria do biscoito da Martha Medeiros (já foi publicado no blog) e logo depois li uma frase que dizia que os homens sentem cheiro de mulher feliz..
E se você parar e perceber isso é uma extrema verdade.
Quando você tá sozinha, triste, carente não aparece uma alma masculina afim de suprir toda essa carência e esse vazio que te consome.
Agora quando você resolve esquecer toda a melancolia de estar sozinha, e simplesmente não se importar mais, você acaba conhecendo um cara legal que te deixa legal , isso parece que gera um sinal de alerta para os outros homens, e todos resolvem quase que instantaneamente te dar bola. Recussitam aqueles que você já enterrou faz anos, e aqueles de alguns dias atrás.
E todos chegam com aquele mesmo papinho, nossa como você está bonita, por onde anda? Estou com saudades, podemos nos ver?
Pois é meus caros, e aí vai uma resposta coletiva.
Eu ando pelo mesmo caminho que sempre andei, só que agora eu tenho alguém que caminha do meu lado. E essa pessoa tem me feito tão bem, que faz eu me sentir cada dia mais bonita e mais feliz, talvez seja por isso que você me notou.
Você está com saudades de mim? Engraçado porque esses dias mesmo eu passei do seu lado e você nem me viu, até virou o rosto...
Não, não podemos nos ver, não com a mínima vontade de ver seus olhos vazios e ouvir as suas frases vagas.
Prefiro continuar ao lado dele que me olha cheio de desejos e só de respirar já me deixa sem fôlego.
E depois dizem que as mulheres é que são previsíveis ?

Não era amor....

"Combinamos que não era amor. A gente foi ao cinema, coisa que namorados fazem. Mas amigos fazem também, não? Somos amigos. Escapou ali um beijo na orelha e uma mão que quis esquentar a outra. Mas a gente correu pra fazer piadinha, como sempre. (...)
(....)Combinamos que não era amor e realmente não é. Mas esse algo que é, é realmente muito libertador. Porque quando você está aqui, ou até mesmo na sua ausência, o resto todo vira uma grande comédia. E aquele cara mais novo, e aquele outro mais velho, e aquele outro que escreve, e aquele outro que faz filme, e aquele outro divertido, e aquele outro da festa, e aquele outro amigo daquele outro. E todos aqueles outros viram formiguinhas de nariz vermelho. E eu tenho vontade de ligar pra todos eles e falar: putz, cara, e você acha mesmo que eu gostei de você? Coitado. Adoro como o mundo fica coitado, fica quase, fica de mentira, quando não é você. Porque esses coitados todos só serviram pra me lembrar o quão sagrado é ser absurdamente feliz mesmo sabendo a dor que vem depois. O quão sagrado é ver pureza em tudo o que você faz, ainda que você faça tudo sendo um grande safado. O quão sagrado é abrir mão de evoluir só porque andar pra trás é poder cruzar com você de novo. (....)"

*****Tati Bernardi********

Tirando pequenos exageros, o texto não deixa de ser lindo!
Beijos

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009



Amigos e amigas

Às vezes me pego pensando sobre o que seria de mim sem meus amigos.Amigos são verdadeiras dádivas, eles nos ajudam e nos acompanham nesta caminhada que se chama vida. Sem dúvida, sem estas pessoas mais do que especiais a vida seria muito difícil, para não dizer impossível, de ser vivida.Para uma garota então, sobretudo as adolescentes e jovens adultas como eu, que estão em pleno processo de afirmação de sua identidade e auto-confiança, e claro, não só nesta fase, o apoio e a companhia dos amigos é fundamental, até porque a insegurança é uma velha companheira de nós, mulheres.Que mulher consegue viver sem umas boas risadas com a melhor amiga ao telefone, as fofocas pelo MSN ou sem as reuniõesinhas nos fins de semana para comer até explodir, ver filme e conversar, conversar, conversar... Que garota não tem ou já teve aquele melhor amigo que mesmo não sendo gay é como uma mulher pra gente? E com uma vantagem: Pensa como homem.Enfim, o que quero dizer é que não há ninguém melhor do que um amigo pra te botar pra cima quando você está down, pra dizer que você é a melhor do mundo, quando você está se sentindo um lixo, ou pra dar aqueles conselhos que, embora você não vá seguir, era tudo o que precisava ouvir! Bem, amigos é isso...

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Sabe maricota esse livro é super engraçado e de fato é uma puxada no tapete com direito a tombo de cara, para as mais sonhadoras...toda mulher tem um potencial incrível para ser escritora e isso se revela na sua inesgotável imaginação(pode não ter talento mas tem potencial). Isso porque nós mulheres somos mestres em inventar desculpas que justifiquem os comportamentos de um cara com quem queremos sair ou que estamos saindo. Ele não liga porque deve estar muito ocupado. Ele quer ir devagar. Ele está com medo da intimidade. Eu sou independente e isso o assusta. Ele acabou de se separar. Ele está numa fase difícil. Ele foi traído e está se preservando. Ele tem fobia a compromisso. A mãe dele o encheu de traumas. A ex dele o encheu de traumas. A cachorrinha dele o encheu de traumas. Ih...

"Ele realmente não está afim de sair se não a convida para sair.Porque se gosta de você,pode ter certeza que irá te convidar."

Éééé amigas rapadura é doce mas não é mole não,e muitas mulheres que eu conheço deveriam ler esse livro,que é uma mistura de pérola do bom humor com a mais pura realidade que joga na nossa cara o que estamos carecas de saber, mas insistimos ferozmente em ignorar.

"os homens preferem ser atropelados por elefantes pegando fogo do que dizer simplesmente que não estão a fim de você."

Eaimmm começa as desculpas esfarrapadas,a enrolação mas como sempre digo, quase todas as palhaçadas podem ser resumidas à expressão 'Não precisava". Sejam o clássico sumiço, seja a falta de atenção ou de educação, seja uma palhaçada inovadora, sempre é uma atitude desnecessária. Bastava ser sincero, ter um pouco de educação, de consideração.

Ele simplesmente não está afim....

Simples e direta. Curta e grossa. Cruel e verdadeira.A frase mais temida pelas mulheres ao redor do mundo dá título a uma divertida e reveladora obra que acabo de ler. Os autores, um homem e uma mulher, narram, logo no início do livro, como nasceu a idéia de fazê-lo. Em um dia de trabalho como outro qualquer, o cara ouve horas de conversa entre mulheres inventando desculpas para si mesmas para tentar entender o fato de seu “relacionamento” não estar dando certo. E é com extrema simplicidade que, após ouvi-las atentamente, ele diz: passa pela sua cabeça que ele pode simplesmente não estar a fim de você? É claro que o choque foi total. No fundo, todas nós sabemos - ou deveríamos saber - quando não estamos sendo correspondidas, mas é de praxe ficarmos imaginando e confabulando mil maneiras para não precisar chegar a esta tão temida conclusão.A gente sempre diz: homem é tudo igual. E é verdade. Isso não significa dizer que todos são canalhas, pelo contrário, alguns até estão longe disso. O fato é que, quando o sujeito não retribui seus sentimentos por ele, acaba sempre taxado como culpado. Até entendo essa posição feminina de associar a figura do amado a tudo aquilo que lhe causa repulsa. Esta é nossa defesa, nossa arma contra a rejeição, porque, na maioria das vezes, somos rejeitadas sem perceber. Criamos situações ridículas em nossas mentes, buscando sempre evitar a realidade. De nada adianta.O livro é uma injeção de choque com uma dose considerável de auto-estima. Basicamente nos diz tudo aquilo que precisamos ouvir de nós mesmas, mas temos medo de proferir. Homem quando gosta, gosta mesmo e corre atrás. Logo, se ele disse que ia, mas não ligou é porque não estava pensando em você o suficiente para fazê-lo. Se sente saudades, vai ligar, procurar e investir. Se quer de fato sair com você vai convidá-la e ponto. Se houve traição, não foi por acaso. Ele quis traí-la. Rompeu a linha tênue da confiança e mentiu pra você. Não houve respeito. Aceite! Por mais que isso lhe doa.Como mulher, sei muito bem que quando se está envolvido é difícil perceber estes sinais. O amor é cego. É mesmo! Porém, você não precisa ser. Já passei por várias situações do tipo em diferentes casos e a conclusão que chego é realmente esta. Não vale a pena se prender a alguém que não seja capaz de retribuir na mesma moeda aquilo que se faz por ela. Muitas vezes eles não fazem por mal, simplesmente não estão a fim. E para o homem, dizer isso é tão difícil quanto ganhar na Mega-Sena. O instinto sedutor deles não os permite a possibilidade de magoá-la. Então ele enrola. Não há como evitar, mas sim previnir-se.Acho que toda mulher em crise ou dúvida sobre como agir em relação a algum relacionamento deve reservar duas horinhas de seu tempo pra ler este livro. Me diverti muito na leitura, ora por me identificar com os casos relatados, ora por não conseguir acreditar nas convicções masculinas. Uma coisa é certa: se havia algo que eu tentava esconder entre desculpas esfarrapadas, algumas palavras doces e um telefonema a cada dez meses, issó é passado. Nós mulheres precisamos antes nos valorizar, para então conseguirmos entender os homens como eles são, com muito bom humor e tranquilidade na cabeça.
Pra quem quiser ler…Ele simplesmente não está afim de você - Greg Behrendt e Liz Tuccillo (roteiristas da série Sex and the City).

Sindrome do bom partido....

Retirado do blog do cafageste, simplesmente maravilhoso, ainda não entendo o que essas mulheres tem na cabeça!E os homens caem achando que são umas santas....vai ver ta ai o problema eu falo d+ e essas piriguetes que escondem o passado que saem de santa da história....me revolto!!!!



"Uma queixa muito comum entre meus amigos do trabalho e de alguns colegas é a Síndrome do Bom Partido. Essa patologia acomete aqueles homens que possuem estabilidade financeira, independentes, boa-pinta, saudáveis, etc. Nela, as mulheres (em sua grande parte as piriguetes) vêem que o cara é um “partidão”, que pode ser um bom namorado (e por que não um marido?) e ai querem pagar de santa para que o cara não perceba que ela não vale nada e assim assuma um compromisso sério. Algumas vezes eu já fui vitimado por essa moléstia, porém dessa última vez quase fui pra UTI. Explicarei.
Após a viagem de Cancun, eu voltei literalmente quebrado e tive que passar o restante das férias na casa dos meus pais no litoral para me recompor financeira e fisicamente. Por consequência, evitei sair de balada e programas muito dispendiosos. O problema é que minha geladeira litorânea estava bem escassa e como os hormônios estavam a flor da pele, precisava encontrar uma solução pro impasse. Ai pensei na fórmula, sem grana + preciso conhecer gente nova = barzinho. Lá fui eu com o meu primo.
No local só tinha casal, velha e coroa encalhada. Tomei algumas cervejas para melhorar o ânimo e depois de ficar mais alegrinho e com o cafômetro ligado, me dei conta que uma garota estava olhando pra mim, porém com o namorado ao lado. Eu tentava disfarçar pra ficar flertando (palavra velha, não achei uma melhor), mas toda hora que nossos olhos se encontravam o namorado dela olhava pra minha cara. E sabem como é isso, é que nem quando tem uma pessoa deficiente ou com alguma roupa ridícula em determinado lugar, você tenta não olhar, mas toda hora o teu olho te leva pra pessoa. A situação já estava meio embaraçosa e então resolvi dar um fim naquele impasse.
Fui ao caixa pagar a conta, peguei um guardanapo e pedi ao garçom uma caneta. Anotei meu nome e telefone. Fiz uma bolinha de papel e ao sair do lugar sutilmente eu arremessei no colo da garota. Dei uma olhada pra trás (pois caso o namorado dela visse eu já me pirulitava num instante) e ela ficou me olhando com cara de paisagem. Fiquei desanimado, pois achei que ela tinha pensado que eu havia arremessado lixo nela.
Isso foi numa sexta. Já tinha desencanado da garota quando no domingo recebi uma mensagem no celular pedindo para que eu a adicionasse no MSN. Adorei.
Ficamos conversando um tempão, fui um pouco amador e falei algumas coisas da minha vida que deveria ter guardado pra mim. Ok. O papo era bem agradável, mas o fato dela ter namorado e dar em cima de mim deixava claro que dali eu só poderia extrair sexo. Foi o que eu providenciei. Combinamos de ela passar em casa no dia seguinte e ela disse que era só para conversamos pessoalmente (aham).
Já em casa ficamos conversando, o clima esquentou e começou a pegação. A garota tem a pegada e ainda sabia me elogiar, o que só aumentava meu tesão. Quando eu ia avançar pra cima da amiguinha dela, ela me segurou. Disse que estava naqueles dias e que não achava certo dar assim logo de cara para um estranho. Insinuei para ela cair de boca (veja bem, insinuei, não empurrei a cabeça dela), mas disse que ia sair com o namorado e não achava certo ele beijar uma pica por tabela. Apesar de frustrado, deixei quieto e ainda nutri uma ponta de esperança de achar que valeria a pena.
Conversamos nos dias seguintes e combinamos de sair novamente hoje. Só que ela disse que estávamos avançando muito o sinal e que deveríamos ir a um barzinho ao invés de cafa-beach-house. Achei aquilo meio incoerente, pois como uma garota que namora e sai com um cara estranho quer pagar de santa? Mas ok, achei que seria um pretexto para terminarmos em um motel. Ai tive algumas revelações que fizeram com que eu percebesse que tinha sido vítima da Síndrome do Bom Partido.
Caipirinhas, papo vai, papo vem no bar e ai comecei a perguntar sobre namoro, traição e casos. Foi então que ela acabou revelando que já tinha chifrado o namorado em outras ocasiões e que tinha transado logo de cara. Fiquei indignado com a revelação e principalmente pela sinceridade. Ao perguntar pra ela por que comigo estava sendo diferente, ela disse que não queria que nosso relacionamento se resumisse a sexo. Ah pra pqp, queria casar? Pulei fora. Com piriguete não se deve conversar muito, o lance é agir, do contrário corre-se o risco de ser acometido pela Síndrome.
Acho assim, tem hora que a mulher piriguete cansa da sua posição e decide sossegar a periquita com um homem só, mas convenhamos que traindo o namorado não é um bom começo."

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Ser solteira

Visualize as solteiras na noite.Impecavelmente arrumadas, de curto e/ou decote, normalmente pulando com suas amigas na pista de dança, com seus respectivos drinks na mão. Lançam olhares furtivos para todos os lados, procurando alguém interessante. É o comportamento que eu carinhosamente denomino de modo caça.
Agora, visualize uma casada.Sentadinha na mesa, com o braço do namorado ao redor do seu ombro, pode até bater o pézinho no ritmo da música, mas só levanta pra dançar se o namorado for junto. Poucas vezes conheci namorados que não se importavam que sua mulher fosse sozinha pra pista de dança. Conversam, dão uma volta e, lá pelas 2h, o ambiente fica enjoativo e o casal retorna ao lar.

Os motivos mais complexos para minha aversão a compromissos sérios eu guardo para mim, porém o mais simples e óbvio eu compartilho com vocês:
Eu gosto de estar solteira.

Adoro a liberdade de ir e vir que isso me traz, apesar de muitas vezes cansar e pensar que quero algo mais sério e… esperem. Esperem, estou me precipitando. Não quero não,ainda é verão!!

Em meu momento "olhando para dentro de mim", resolvi pensar nas vantagens de ser solteira e ai estão...

1 - A aleatoriedade.
Uma das coisas que eu mais gosto em estar solteira é sair de casa sem saber como vai terminar minha noite. Começo sentada numa mesa do bar com algumas amigas -solteiras ou casadas, pra mim não faz diferença- mas só Lúcifer,ops.. Deus sabe como vai terminar. Tem vezes que termina comigo sozinha em casa, tirando a maquiagem e entrando no msn em seguida. Tem vezes que termina em algum outro lugar . Tem vezes que termina com uma garrafa de vodka e um monte de amigas e,ou amigos bêbados falando merda . Tem vezes que a noite vira madrugada que vira a manhã seguinte que termina em Laura chegando em casa 7 da manhã, cansada, moída e -sério- Não pergunte o que eu estava fazendo até essa hora na rua. Já aconteceu de terminar acordando no chão do meu quarto, no telhado da casa da praia, varias outras situações em que voce solta um: “Mas que diabos…?”....Aleatoriedade, isso é uma dádiva.


2 - A liberdade.
Acho que esse é o motivo principal pelo qual prezo tanto a leveza de meu dedo anelar. Se eu quero ir a algum lugar, eu vou. Se não quero, não vou. Não tenho que passar por situações do tipo ter que ir pra festinha suuuuuper divertida da priminha do meu cônjuge porque ele tem que ir. Não tenho que deixar de ir onde quero porque o outro vai achar ruim. Não preciso controlar olhares carnais, mesmo que isso não signifique exatamente que eu quero qualquer tipo de relação com o objeto observado. Se o lugar está agradável, eu fico. Se não está, eu vazo. Prático, objetivo e simples. Eu gosto das coisas assim.


3-A diversão.
Vocês estão cansados de saber que levo um porra-lôca lifestyle, e me orgulho disso. Bem, isso só é possível devido aos dois primeiros fatores supracitados: aleatoriedade e liberdade. Sair de casa só prá agradar o namorado, sabendo que a festinha da priminha vai ter bolo, cachorro-quente e Xuxa Só Para Baixinhos de trilha sonora e, inevitavelmente, vai ser um saco, não implica nem aleatoriedade e nem liberdade. Implica em encheção de saco, mas compreendo que, num relacionamento estável, de vez em quando você precisa ceder pelo bem do seu parceiro, já que, num futuro próximo, é ele quem vai ter que ceder pelo seu bem. É uma troca justa. Mas eu sei que por maior que seja a sua boa-vontade em fazer algo só porque o querido quer, nem sempre você se diverte com isso. E, com essa constatação, eu encerro meu caso.


Agora uma desvantagem é fato!
A falta do cúmplice integral.
Porque tenho amigos que são meus cúmplices, mas não fazemos sexo. Tenho caras com quem faço sexo mas que não são meus cúmplices. Juntar dois-em-um é uma sensação fantastica, mas não tenho presa pra isso não, to de boa....
TRECHOS PARA REFLETIR E PARAR DE LER AS BESTEIRAS DA LAURA!!!!


(...) e o escuro do quarto pesa sobre minha insensatez, até que o dia amanheça e me traga de volta a lucidez. Enquanto trabalho com ar de moça séria e ajuizada, minha cabeça parece uma metralhadora giratória, os pensamentos sendo disparados a esmo: digo ou não digo; fico ou não fico; tento ou não tento — quem de mim é a sã e quem é a louca, por que ontem eu não estava a fim e hoje estou tão apaixonada, como estarei raciocinando daqui a duas horas, em linha reta ou por vias tortas? Alguém bate na porta interrompendo meus devaneios, é o zelador entregando a correspondência, eu agradeço e sorrio, gentil, demonstrando minha perfeita sanidade. Que controle tenho eu sobre o que ainda não me aconteceu? E sobre o já acontecido, que segurança posso ter de que minha memória seja justa, de que minhas lembranças não tenham sido corrompidas? Quero e não quero a mesma coisa tantas vezes ao dia, alterno o sim e o não intimamente, tenho dúvidas impublicáveis (...)

Não sei pq mas acho que as dúvidas tendem a piorar nessa semana, algo me diz...hahahahhahaa



Talvez eu esteja com receio de ter ido longe demais desta vez e esteja preparando a minha defesa, caso alguma coisa não saia como esperado. O que eu espero? Não espero nada, espero tudo, estou à deriva nessa aventura. Eu queria cristalizar esse momento da minha vida, mas estou em alta velocidade, e não sei se quero ir adiante, só que eu não tenho opção. Acho que é isso. Eu tinha opções, agora não


momentos fechados com chave de ouro!!!!!

Vício....

Já vi esse caso....
MEDO


"...Vício, não. Se você é viciado em alguém, vai só até a metade do caminho:revolta, lágrimas, saudade e recaída. E pára por aí. Insiste na recaída. Aansiedade faz você cometer loucuras para ter o seu amor de volta, e quandoconsegue cinco minutos com ele, atira-se com volúpia: fuma, cheira, bebe ocara até a última gota. Depois? Uma inebriante sensação de cura. Não, vocênão precisa mais dele. Pode muito bem passar sem ele. Você nem o acha tãoatraente assim, e volta para casa sentindo-se um Hércules de saias:conseguiu vencer a si própria.Passam-se então duas semanas e você liga para a companhia telefônica parasaber se sua linha está com defeito. O telefone simplesmente não toca! Seucarro também já não obedece suas ordens: dirige-se sozinho para a rua ondemora o querido, só para ver se a moto dele está em frente à garagem. Está.Então ele não voltou para Vênus, continua na cidade. Você começa a suarfrio. Sente vertigens. Mastiga o lápis do escritório, derrama café noscolegas, treme ao segurar um copo. Diagnóstico: crise de abstinência. Você oprocura. Precisa urgente de uma injeção de carinho na veia.O final dessa história? Não existe. Ele precisa dela também, caso contrárionem abriria a porta. Reivindica-se a criação urgente de um AA: ApaixonadosAnônimos. Assim como tem gente que, para vencer o alcoolismo, evita dar oprimeiro gole, algumas pessoas precisam aprender a evitar o primeiro beijopara não reincidir num amor que faz mal à saúde."

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Dica...

Sexo verbal continua sem fazer meu estilo, então faz o favor de calar tua boca, te preocupar menos e fzer a coisa bem feita!!!
Beijos meus amores to saindo para atropelar algumas pessoas nas ruas, juro que logo estarei boa nessa arte de ser motorista de bebados que nem vcs!
alás o quarto girou mto ontem!
bem diver!
bom tenho mto trabalho pela frente, beijos!

Reforma ortográfica

Não consegui me acostumar com isso não...sempre odiei português e suas regrinhas demorei anos para decorar as malditas crases,tremas e acentos,não lembro de nenhuma regra simplesmente decorei onde ficavam os acentos de cada palavra... essa reforma anda acabando comigo...Mas pelo menos uma coisa eu ja aprendi..
"Nunca mais trema em cima da linguiça"

Aproveitando o tema sobre lingua portuguesa :


A dúvida que fica, quem estava bebâdo??
O americano? O cavalo? O redator? Ou tudo isso é obra de um estagiário?



Eu ri....

Chego eu no trabalho,vou abrir meus emails e me deparo com uma foto intrigante....da um look no nome da padaria...
agora mentaliza comigo uma Panificadora Pão com droga...imaginou, não??

Pense comigo...
Um pãozinho francês recheado com maconha. Quanto mais o se come o pão, mais fica com fome e mais come pão e mais fica com fome e mais come pão e mais fica com fome e mais come pão e mais fica com fome e mais come pão e mais fica com fome e mais come pão e mais fica com fome e mais come pão e mais fica com fome e mais come pão e mais fica com fome e mais come pão e mais fica com fome e mais come pão e mais fica com fome e mais come pão e mais fica com fome...
Um estouro de venda...

E da voltas...

É engraçado como esse mundo da voltas.....
Ou quem sabe eu esteja sofrendo de alguma crise de bipolaridade, vai saber, vai que isso pega!!!!
Já escrevi sobre isso, mas é algo que continua no meu pensamento...
É incrível a força que as coisas tem para acontecer nas horas certas, eu já penso que é nas horas erradas, mas há quem diga que Deus ainda escreve certo por linhas tortas.
Eu pensei tanto em ti esses últimos tempos, uma lembrança boa, de alguém que me fez ver o mundo de uma forma tão diferente, existia uma alegria dentro de mim que poucas pessoas conseguiram fazer existir, eu te amava, sem precisar pronunciar isso, em cada gesto, em cada carinho, cada vez que eu te via dormir no meu colo, cada curva idiota que tu fazia pra eu saber pelo barulho do carro que era tu, cada coca que tu pegava e esquecia jogada pelos cantos da casa, ou aquele maldito toque da shakira que tanto me traumatizou....
Pouco mas intenso, quem duvide do que eu sentia, foi uma troca, um amor criado aos poucos, era tão bom te ter aqui que eu esquecia da hora, da aula, de tudo....
simplesmente porque não existia sensação melhor que dormir contigo....
Mas passou, confesso doeu bem mais em mim do que em ti, eram fases de vida diferentes, e depois eu entendi do que tu tava precisando. Lamentei a perda, mesas de bar, colo de amigas, beijos me outras bocas, de tudo um pouco....e passou!
Passou no dia em que eu te olhei como "a pessoa especial que mudou em muito a minha vida" ou no dia que eu concordei com a Laura que era a tartaruga ninja.
E hoje mais madura, mais tranquila, e amando tudo que essa minha vida de solteira tem a me oferecer, eu saiu por ai, sem hora pra voltar, sem pais me cobrando, sem dever explicação a ninguém e com o vestido mais produzido, rumo a tomar minha caipirinha com as minhas amigas, mas eu esqueci, esqueci que era lá a nossa confraria, que foi lá que tudo começou, que foi lá que eu dei risada do teu cabelo espetado e brinquei que teu carro era teu instrumento de pegar mulher. É maldito lugar que tu aprendeu na frequentar cmg, sempre confiei no teu bom gosto, e tu continuou indo lá....
Não vou te dizer que não doeu em mim escutar todas as tuas lamentaçãoes, teus pedidos de desculpa, mas não da, aquilo não volta, e se voltar pra que seria? novos sofrimentos? não me garanto tanto assim em te beijar e não sentir nada.
Prefiro continuar aqui, levando a minha vida calma de solteira e quando eu me sentir ameaçada como me senti cntg eu saiu correndo, foi tu que me ensinou a ter esse escudo de proteção.
Com amor.....