quarta-feira, 4 de março de 2009


Sabe aquela sensação de não querer pensar em nada...aquela vontade de fica quieta em um canto, deita na grama e so respirar,escuta um barulho de agua caindo,passarinhos cantando e o vento nas arvores...aquela vontade de não ve ninguem, de nao fala com ninguem, de não escuta ninguem...pois é assim que eu acordei hoje...
Ainda bem que ganhei um kitkat,e minha manhã começou um pouco mais doce...

3 comentários:

Ricardo Leitão disse...

Olha aqui ó....
Duas coisas muito importantes:
1. Isso aí é porque tu ainda não te aventurou nos campos certos. Duvido que tu não trocasse essa calmaria sem fim, por um café da manhã na cama; ser acordada com um cafunézinho; e quem sabe né... demais conveniências.
2.Nunca te corrigi o português, porque apesar disso, acho teus textos muito bons, mas dessa vez me irritei contigo e vou ter que falar: faria bem um punhado de "r" no final desses verbos não conjugados aí! Deixa de ser "podicrê" preguiçosa e faz isso aí direito.

heheheh
Tu sabe que eu te adoro, não é? Se depois disso tu ainda quiser alguma coisa comigo, ouvi dizer que faço um café da manhã "fantastic"!
hihihih

Beijos

Mariana Barreto disse...

Vcs dois divertem meus dias!
Leitão é o jeito da laura escrever, ela é podicrê de natureza!
Para de ser advogado chato que fica corrigindo, se não vou contar pra todo mundo onde tu me levou dia desses!
hahahahahah
dai sim é podicrê!
Preta...todos temos dias assim!
Isso é normal e até faz bem....colocar as idéias em ordem é preciso pra todo mundo, é só isso que ta acontecendo cntg, so te desligaram um pouco daquele 220!
Calma...tudo melhora!

Laurinha disse...

odeio conjugar verbos,
me da preguiça..
e todo mundo me entendeu igual...por isso q faço quimica odeio essas regrinhas burocraticas e metódicas.
Éééé preciso de um retiro espiritual,duvidas borbulham minha mente nesse momento,e eu não quero pensa nelas...me cansam e estão me consumindo,quero seguir minha intuição...