sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Muitas vezes deixo de fazer o que gosto, ou faço com certa culpa por notar ou imaginar olhos críticos sobre mim, não tomo rédeas da minha vida e quando vejo, deixei que decidissem meus passos por mim. Estou cansada desses empurrõezinhos. Não venha com essa que é para o meu bem, embora eu acredite que seja, eu queria ter a chance de decidir sozinha. Decidir mais do que a cor ou o modelo da roupa. Queria definitivamente dar menos ouvido a opiniões alheias. Pouco importa se aquele garoto é feio, se o emprego paga pouco, se casamento é instituição falida, ou se vou acabar pra tia. Cabe a mim a escolha e seu preço, e deixar de viver só porque esse ou aquele acha que não é certo, é um erro.
Cansei desse medo de decepcionar, o medo não evita que eu decepcione, eu posso ser uma decepção pra alguém, e daí? Não posso e não quero ser uma decepção pra mim, eu quem vou conviver com minhas escolhas, os outros tiveram suas chances, eu não interferi de forma direta na escolha de ninguém, então me deixe viver, ou ver a vida passar, quem vai pagar o preço?

4 comentários:

Eu e a solidão disse...

Olá, não sei se vc percebeu os meus comentários, mas você copiou alguns textos meus e não colocou créditos. Favor creditá-los a mim...

Textos no dia 24/03/09

Favor revisá-los



Beijos!

Mariana Barreto disse...

Oi, os textos dos quais tu te refere são referentes as postagens de outra integrante do blog, por isso não editei a postagem feita por ela.
Deixarei o comentário para ela poder ver o texto e arrumar o que for necessário.
Grata
Beijos!

Anônimo disse...

saudades de mim???
estava de férias!!!
já pensou numa webcam??? tudo facilmente desvendado e sem qq dúvida...afinal imagens falam por si!
hehehehehe

ps. bom, para mim, esse comentário

Mariana Barreto disse...

Não entendi o último comentário.
Bjs